Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA realiza festa em louvor a São Tarcísio

Por Priscila dos Santos/Pascom Brumado


Postado em 24/08/2021


Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA realiza festa em louvor a São Tarcísio

Foto: Zilmar Santana/Pascom Brumado

De 19 a 22 de agosto de 2021, na igreja matriz da Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA, houve a realização da festa em louvor a São Tarcísio, padroeiro dos coroinhas, acólitos e cerimoniários. De acordo a historiografia cristã católica, o jovem santo possuía doze anos quando servia o altar do Senhor, auxiliando o Papa Xisto II, e em uma missão, foi perseguido pelo imperador Valeriano, de Roma, e sacrificado por tentar entregar a sagrada comunhão aos cristãos em situação de prisão. O mártir Tarcísio foi exemplo de zelo, coragem e amor por Jesus eucarístico e fazemos memória dele em 15 de agosto.

Durante esses dias citados, as celebrações ocorreram às 19h30 e o tema para reflexão foi “Cristo nos salva e nos envia”. A abertura e a grande festa foram transmitidas pelas redes sociais da Paróquia e pela Rádio Nova vida FM 87,9, e em virtude disso, um maior número de fiéis acompanhou de suas casas, igrejas domésticas, o momento de devoção a São Tarcísio.

Na culminância desses dias, à noite, na celebração do 21º Domingo do Tempo Comum, houve a santa missa presidida pelo pároco padre Sandro Alves Teixeira Lima com a presença dos seminaristas Evangelisto, Kalmon, Inácio e Victor Johnny, do período propedêutico do Seminário São José, atualmente com sede em Brumado-BA, e um seminarista da etapa da síntese vocacional, José Nilton. Além deles, um número limitado de fiéis na assembleia, de acordo às medidas de segurança sanitária desse tempo de pandemia da Covid-19.

Nesta noite festiva, o pároco padre Sandro, deu as boas-vindas a todos (as), rendeu louvores a Deus pela vocação dos leigos e leigas, pois os mesmos são “sal da terra e luz do mundo”, afirma o padre. Ele também pediu a intercessão de São Tarcísio na vida de todos os que servem ao altar do Senhor, a exemplo dos coroinhas, acólitos e cerimoniários. Depois, a celebração seguiu a liturgia do dia: Primeira Leitura (Js 24,1-2a.15-17.18b); Salmo Responsorial (Sl 33); Segunda Leitura (Ef 5,21-32) e Evangelho de Jo 6,60-69.

Após a proclamação do evangelho segundo João, em sua homilia, o pároco padre Sandro lembrou a importância da vocação laical. Logo após, recordou o convite do evangelho: alimentar o espírito. Recorda também que Jesus nos convida para servirmos com alegria e questionou: à quem nós estamos servindo? Ao indagar isso, falou, na sequência, da relação de entrega que devemos ter ao pai celeste. Ao finalizar a homilia, pediu a proteção de São Tarcísio para sermos sinais da presença de Deus em nossas famílias em meio a tantos desafios propostos pela sociedade e a sermos apaixonados por Jesus eucarístico.

A celebração seguiu de acordo ao roteiro litúrgico e ao término, em clima de alegria, a comunidade católica reunida recebeu a bênção final concedida pelo pároco padre Sandro. Em seguida, o comentarista Gustavo fez a leitura de uma mensagem de agradecimento aos coroinhas e o padre reforçou a gratidão a eles, bem como aos padrinhos e madrinhas da Obra das Vocações e Ministérios e aos dizimistas, manifestando, junto à assembleia, através das palmas, o contentamento pelo serviço de todos (as). Aos aniversariantes e visitantes, desejou-lhes os parabéns e ao som dos tradicionais “vivas”, rendeu graças a Deus pelos santos, em especial, São Tarcísio.