Família: igreja doméstica

Por Priscila dos Santos/PASCOM Brumado


Postado em 31/03/2020


Família: igreja doméstica

Foto: Comunidade Floresta

“É no campo da vida que se esconde um tesouro / Vale mais que o ouro, mais que a prata que brilha / É presente de Deus, é o céu já aqui / o amor mora ali e se chama família”. Ao fazermos memória da música “É bom ter família”, do padre Antônio Maria, percebemos o real valor desse grupo de pessoas, instruídas por Deus, para ser a base e contribuir na formação de cada indivíduo.

Como sabemos, nós, enquanto família, estamos vivendo um tempo conturbado no que se refere a saúde pública, porém é necessário lembrar que somos igreja, membros do corpo de Cristo, e isso nos fortalece. Ao fazer essa recordação, nos diversos lares das paróquias de Brumado-BA, muitos leigos têm realizado a celebração da palavra de Deus, reafirmando o compromisso com o evangelho, utilizando os materiais disponibilizados pela CNBB e orientados pelos párocos Cleonidio Alves e Sandro Lima.

Em nossos dias em que o cenário social relacionado a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) está cada vez mais divulgado em mídias diversas, a igreja, enquanto instituição física, se orienta por meio das autoridades relacionadas a área da saúde e, portanto, evita aglomeração de pessoas, restringindo apenas a equipe litúrgica a participação nas celebrações.

Contudo, independente do espaço físico, somos igreja! É nessa certeza que nossos lares devem ser os primeiros locais em que o evangelho deve ser pregado, seja por meio de roteiros propostos ou ao acompanhar transmissões da santa missa e da oração do terço por meio da página do Facebook das Paróquias de Brumado-BA e pela Rádio Nova Vida FM 87,9.

Para estes momentos em família é necessário preparar o espírito, convidar os familiares e meditar a palavra de Deus. A família é graça do Pai aqui na terra. Cuide! Valorize! E, com certeza, orar uns pelos outros é um ato de amor.