Em Brumado-BA a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão celebra a sua padroeira

Por Priscila dos Santos/PASCOM Brumado


Postado em 13/10/2021


Em Brumado-BA a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão celebra a sua padroeira

Foto: Diego Vieira/PASCOM Brumado

Com o tema central “Com a mãe Aparecida fortalecendo as Comunidades Eclesiais Missionárias!”, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA celebrou de 03 a 12 de outubro de 2021 o novenário e festa da sua padroeira Nossa Senhora da Conceição Aparecida. A missa de abertura foi presidida pelo bispo da Diocese de Caetité-BA, D. José Roberto Silva Carvalho, e no decorrer dos dias, além do pároco padre Sandro Alves Teixeira Lima, alguns padres da diocese também celebraram, como: Pe. Bruno Araújo Porto, Pe. Cleonidio Alves da Silva, Pe. Marcone Magalhães Dias, Pe. Marcus Vinícius Silva Carvalho; Pe. Lázaro Teixeira Trindade e Pe. José Rocha que trouxe consigo os seminaristas do período do Discipulado. E no dia 11/10, tivemos o privilégio de ter em nosso meio o bispo da Diocese de Livramento de Nossa Senhora, Dom Armando Bucciol.

A cada noite algumas temáticas foram propostas para reflexão, como: “Com a Mãe Aparecida, na fidelidade a Jesus Cristo, Missionário do Pai!”; “Com a Mãe Aparecida, somos Igreja: comunidade de discípulos missionários de Jesus Cristo!”; “Com a Mãe Aparecida, somos igreja missionária que se traduz em palavras e gestos”; “Com a Mãe Aparecida, aprendemos e ter um olhar de discípulos missionários”; “Com a Mãe Aparecida, sejamos igreja doméstica: comunidade de comunidades”; “Com a Mãe Aparecida, somos igreja em estado permanente de missão”; “Com a Mãe Aparecida recordemos as comunidades eclesiais missionárias no contexto urbano e rural”; “Com a Mãe Aparecida e São José formamos comunidade casa: lugar das famílias” e “Com a Mãe Aparecida, recordemos os pilares da comunidade: Pilar da Palavra, do Pão, da Caridade e da Ação Missionária”.

Foram dias de partilha da palavra com os padres, seminaristas, grupos, pastorais, movimentos da então comunidade Matriz e as convidadas. Mesmo com os limites impostos pelos órgãos sanitários, devido a pandemia da Covid-19, a Paróquia realizou o tradicional festejo da padroeira do Brasil, como assim é aclamada. Maria é considerada sinônimo de fé e devoção para muitas pessoas. Em especial, em Brumado, no dia nacionalmente dedicado a ela, 12 de outubro, os fiéis renderam graças na igreja matriz com a seguinte programação: 7h – Celebração Eucarística; 9h – Celebração Eucarística; 12h – Oração do Angelus em família e queima de fogos; 17h – Carreata saindo da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão e Às 18h – Celebração eucarística e encerramento da festa.

Nesta última celebração, o pároco padre Sandro foi quem presidiu. Contou com a presença dos seminaristas do período propedêutico do Seminário São José, atualmente com sede em Brumado-BA, os leigos e leigas no interior e na parte externa da igreja. A liturgia da Solenidade foi: Primeira Leitura (Est 5,1b-2;7,2b-3); Responsório (Sl 44); Segunda Leitura (Ap 12,1.5.13a.15-16a) e Evangelho (Jo 2,1-11). No início da homilia, o pároco padre Sandro convidou a todos (as) para voltar o olhar a imagem da mãe Aparecida e em prece pedir a ela a graça de estarmos na igreja no próximo ano e testemunhar o amor misericordioso de Jesus Cristo.

Na sequência, ele mencionou a necessidade de fortalecer a família, enquanto primeira comunidade. Lembrou ainda que nossa participação no novenário deve ser para firmar um compromisso com Deus para as nossas famílias serem lugares de encontro com Jesus Cristo. Também citou a necessidade de sermos discípulos missionários e que assim como Maria, se fez presente juntamente com seu filho Jesus e seus discípulos com a família que estava celebrando a aliança de Deus com o sacramento do matrimônio, devemos pensar na aliança de Deus com cada um de nós. 

O pároco padre Sandro ainda salientou características de mãe, companheira e discípula, presentes em Nossa Senhora. E, enquanto discípula, recordamos que seguir Jesus não é uma tarefa fácil, mas feliz daquele que perseverar no caminho do Senhor, destacou o sacerdote. Ao término desse momento, ele pediu para sermos sinal de esperança e amor como Maria, com o título de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, foi na vida dos pescadores que a encontraram.

Logo após, a solenidade seguiu seu roteiro litúrgico e, ao findar, o pároco padre Sandro deu a benção final, agradeceu a todas as pessoas presentes fisicamente e àquelas que nos acompanhavam pelos meios de comunicação. Em tempo, ele recordou das promessas feitas pelos fiéis. Estas podem ser postas aos pés da imagem da Mãe Aparecida e as demais serão testemunhadas ao longo dos dias. Também houve a leitura da mensagem de agradecimento pela secretária paroquial e em clima de gratidão, ao finalizar o momento, os fiéis cantaram o hino em louvor a Nossa Senhora da Conceição Aparecida, houve queima de fogos e a graça da chuva na terra brumadense.